Pulsar-18

Imagem
Pulsar-18 Image
Pulsar-18 Stent autoexpansível
Imagem
Pulsar-18 Image
Pulsar-18 Stent autoexpansível

Pulsar-18

STENT AUTOEXPANSÍVEL 0.018" / OTW


Indicado para artérias femoral e infrapoplíteas. Sendo uma artéria relativamente móvel, a SFA (artéria femoral superficial) necessita de um stent que se adapte ao movimento natural dos vasos e ofereça suporte suficiente em lesões complexas e longas, geralmente difíceis de cruzar. O Pulsar-18 é um stent desenvolvido para SFA com alta flexibilidade multidirecional em um sistema de liberação de baixo perfil.


CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS
  • Liberação do stent com uma mão para implante preciso
  • Sistema de liberação de baixo perfil 4F com stents de até 7 x 200 mm
  • O design segmentado do stent, com hastes finas, reduz as taxas de reestenose
  • Conectores em “S” e design “peak-to-valley” para flexibilidade multidirecional

Especificações do produto

Pulsar-18 image

Liberação do stent com uma mão

Desenvolvido para manuseio estável e confortável, melhorando a capacidade de imobilizar todo o sistema durante o implante do stent.


    Trava de segurança

    Evita o implante acidental do stent.


      Gatilho

      Para liberação controlada do stent.


        Pulsar-18 image

        Stent desenvolvido para SFA

        • O design “peak-to-valley” e conectores em “S” oferecem flexibilidade multidirecional e evitam o efeito “fish-scaling” em vasos móveis e tortuosos
        • Design segmentado com hastes finas que oferecem Força Externa Crônica (FEC)1 suficiente para manter a abertura do vaso até mesmo em lesões calcificadas (estudo 4EVER)2. Foi demonstrado que FEC alta resulta em altas taxas de hiperplasia neointimal.3
        • Stents com até 170 mm de comprimento para tratamento de lesões longas com um único stent.

        Easy Release

        Alivia o atrito da válvula do introdutor, sobre o shaft retrátil do sistema, durante o implante do stent para liberação suave.


          Sistema de liberação de baixo perfil

          O perfil 4 F do shaft distal facilita o cruzamento da lesão.
          Shaft proximal 3.6 F para injeção de contraste com dispositivo posicionado no interior do introdutor e através da lesão.


            Força Externa Crônica (FEC)

            FEC1 suficiente para manter a abertura do vaso até mesmo em lesões calcificadas (estudo 4EVER)2. Conforme mostrado a seguir, a FEC dos stents Pulsar aumenta menos do que muitos stents concorrentes quando em superdimensionamento ("oversizing"), reduzindo potencialmente, portanto, a resposta inflamatória e a reestenose.3


              DEBAS-I

              • Registro prospectivo, multicêntrico, de iniciativa do investigador, para avaliar os resultados dos implantes do stent Pulsar-18 seguido pelo uso do Passeo-18 Lux, balão liberador de fármaco, nas artérias femoropoplíteas.
              • Número de pacientes (n): 65 (dados de 12 meses disponíveis para: (n) 51)

              Informações técnicas

              Stent
              Tipo de cateter
              OTW
              Fio guia compatível
              0.018"
              Material do stent
              Nitinol
              Espessura da haste
              140 μm
              Largura da haste
              85 μm
              Revestimento do stent
              proBIO (Carbeto de Silício amorfo)
              Marcas no stent6 marcas em Ouro em cada extremidade
              Tamanhos
              ø 4.0 - 7.0 mm; C: 20 - 200 mm 4
              Shaft proximal
              3.6 F, revestimento hidrofóbico
              Comprimento útil do cateter
              90 e 135 cm

              Informação para pedidos


              Contato

              contact
              País
              6 + 2 =
              Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.

              1 Dados em arquivo BIOTRONIK (IIB report (P) 71/2011-1).

              2 4EVER study. Bosiers. M. 24m results presented CIRSE 2013; Deloose K. 24m results presented LINC 2014.

              3 -Ballyk PD. Intramural stress increases exponentially with stent diameter: a stress threshold for neointimal hyperplasia. J Vasc Interv Radiol. 2006 Jul;17(7):1139-45. -Freeman JW, Snowhill PB, Nosher JL. A link between stent radial forces and vascular wall remodeling: the discovery of an optimal stent radial force for minimal vessel restenosis. Connect Tissue Res. 2010 Aug;51(4):314-26. -Zhao HQ, Nikanorov A, Virmani R, Jones R, Pacheco E, Schwartz LB. Late stent expansion and neointimal proliferation of oversized Nitinol stents in peripheral arteries. Cardiovasc Intervent Radiol. 2009 Jul;32(4):720-6".