CLS

Closed Loop Stimulation


Por mais de 20 anos, os pacientes com marcapassos têm se beneficiado com o sensor de Closed Loop Stimulation (CLS), oferecido somente pela BIOTRONIK. Este recurso pode ser ativado por médicos para ajudar os pacientes a viver uma vida normal.

O CLS está disponível em MPs e, mais recentemente, em CDIs bem como em TRCs.

 

From Vision to Impact

One Life. Take Control with CLS

Imagem

Visão geral

Detalhes do CLS

Depoimentos

Visão geral
Imagem

Por que seus pacientes precisam de um sensor fisiológico abrangente como o CLS?

Todas as pessoas passam por estresse físico e emocional durante a vida. Atividades diárias regulares, esportes ou até jogar xadrez e assistir um vídeo podem causar esse tipo de estresse. Se o paciente sofrer de incompetência cronotrópica (IC), o seu coração não é capaz de responder adequadamente ao estímulo. Estudos demonstraram que o CLS pode melhorar a qualidade de vida dos pacientes com IC, como também daqueles que sofrem de síncope vasovagal (SV).¹

Graças à adaptação de frequência do CLS, a hemodinâmica do paciente é restituída mesmo durante o repouso.

Quais pacientes podem se beneficiar com o CLS?

CLS é benéfico para pacientes com IC e SV, bem como pacientes com fibrilação atrial (FA). Para pacientes que sofrem de IC, o estudo PROVIDE mostrou que 75% dos pacientes programados em DDD-CLS apresentaram melhora significativa em comparação com apenas 22% dos pacientes programados em DDDR. ²

 

Em pacientes que sofrem de SV, a recorrência de síncope diminui significativamente com o CLS. O estudo SPAIN demonstrou resultados clínicos impressionantes: 72% dos pacientes tiveram uma redução de 50% nos episódios de síncope, durante o primeiro ano. No entanto, ela reapareceu depois de terem sido transferidos para o grupo com estimulação DDI.³

 

Em pacientes com carga de fibrilação atrial (FA) paroxística ou permanente, o débito cardíaco também é de extrema importância quando a sincronia AV é perdida. O CLS é capaz de ajudar estes pacientes por meio de um algoritmo estável, confiável e flexível, esteja ele em um dispositivo uni ou bicameral. Também foi demonstrado que oCLS reduz a carga para pacientes com taquicardia atrial, quando comparado a outros modos de estimulação.. O estudo BURDEN I demonstrou que os pacientes com o sensor CLS tiveram em média 0,11 min/dia de carga de TA, enquanto os pacientes no modo DDDR tiveram em média 10,9 min/dia de carga de TA.⁴ Consequentemente, o estudo BURDEN II demonstrou igualmente uma carga de TA inferior com o sensor CLS.⁵

Imagem
Imagem

Cerca de 46% de seus pacientes com marcapasso entre 70 e 80 anos de idade sofrem de incompetência cronotrópica.⁶ O sensor CLS pode ajudar pelo menos metade dos seus pacientes a recuperar a vida emocional!

O CLS pode se adaptar à terapia medicamentosa e aos estresses emocionais

O CLS pode ser usado em pacientes submetidos a terapia medicamentosa. Caso haja necessidade de efetuar ajustes, eles podem ser feitos sem alterar as configurações do CLS, uma vez que ele atualiza automaticamente as curvas de acordo com os novos dados. Do mesmo modo, de acordo com o estresse mental e o exercício físico, o CLS ajusta automaticamente as curvas com a entrada de dados e modula o ritmo cardíaco conforme necessário.⁷

① O CLS permite a diminuição gradual da frequência, baseando-se na redução da contratilidade miocárdica

② Somente o CLS proporciona a adaptação fisiológica da frequência durante o estresse mental

③ O CLS garante a adaptação da frequência durante as alterações hemodinâmicas induzidas pela infusão de isoproterenol

Somente o CLS correlaciona de forma precisa a frequência cardíaca e a pressão sanguínea durante todas as atividades!

Imagem

Saiba mais sobre o benefício do CLS com o Dr. James Kneller aqui

1 E. Occhetta et al., Closed loop stimulation in prevention of vasovagal syncope. Inotropy controlled pacing in vasovagal syncope (INVASY).

2 Pavri BB et al., An Impedance Sensor (CLS) is Superior to Accelerometer for Chronotropically Incompetent Patients with Sinus Node Dysfunction: Results of a Pilot Study with a Dual Sensor Pacemaker.

3 Baron-Esquivias et al., Dual-Chamber Pacing With Closed Loop Stimulation in Recurrent Reflex Vasovagal Syncope: The SPAIN Study

4 Puglisi et al., Impact of Closed-Loop Stimulation, overdrive pacing, DDDR pacing mode on atrial tachyarrhythmia burden in Brady-Tachy Syndrome.

5 Puglisi et al., Overdrive versus conventional or Closed-Loop rate modulation pacing in the prevention of atrial tachyarrhythmias in Brady-Tachy Syndrome.

6 John F. MacGregor et al. Prevalence of Chronotropic Incompetence in a Large Pacemaker Population: Effect of Gender and Age.

7 Zecchi P., A New Philosophy of Pacing.

Detalhes do CLS

A nova era da regulação de frequência fisiológica

O débito cardíaco é o produto da frequência cardíaca e do volume sistólico. Em caso de disfunção do nó sinusal, a frequência cardíaca não pode ser alterada pelo SNA. No entanto, o SNA pode aumentar o volume sistólico ao atuar na contratilidade do miocárdio. Porém, um volume sistólico elevado é prejudicial para o paciente.O sensor CLS mede a dinâmica de contração do miocárdio e a traduz numa adaptação de frequência cardíaca adequada, proporcionando assim terapia fisiológica.

Imagem

Fácil utilização para os médicos

O CLS é de muito fácil utilização para os médicos. Basta simplesmente ligá-lo e usá-lo com os parâmetros padrão em mais de 90% dos casos a longo prazo.¹

Detalhes técnicos adicionais

Etapa 1: Criação da curva de repouso

  • O CLS mede a impedância intracardíaca em cada contração ventricular. 
  • Quando o paciente está em repouso, as curvas de referência são criadas usando a média das últimas 256 curvas dos eventos de detecção e estimulação. Esta referência é continuamente adaptada às condições de repouso atuais. 
Imagem
Imagem

Como a curva de impedância é criada?

A impedância é medida na ponta do eletrodo ventricular direito e reflete as alterações observadas durante a sístole.

Imagem

No início da sístole, o volume de sangue e músculo define o valor da impedância (1). Quando a contração começa, a porcentagem do volume de músculo aumenta, resultando em um valor de impedância mais alto (2) (3) (4).

Etapa 2: Comparando a curva de repouso com a curva de carga

  • A cada batimento cardíaco, o CLS determina a forma de onda da impedância durante a contração ventricular e a compara com sua curva de onda em repouso. Não são necessários eletrodos especiais ou posições de fixação para medir a contração. 
  •  Uma ligeira alteração entre as curvas resultará em uma alteração mínima na adaptação de frequência. O mesmo se aplica às alterações médias e grandes.
Imagem

Etapa 3: Ajustes automáticos do CLS

  • O CLS é inicializado durante a fase de auto-inicialização do dispositivo. 
  • O CLS é auto-regulável e se ajusta automaticamente à situação do paciente.
  • Mudanças na terapia medicamentosa do paciente ou remodelação cardíaca não afetam a adaptação de frequência, uma vez que ela atualiza automaticamente as curvas de acordo com os dados mais recentes.

Devolvendo a vida emocional apenas com a ATIVAÇÃO do CLS!

1 Lindovská et al., Clinical observations with Closed Loop Stimulation pacemakers in a large patient cohort: the CYLOS routine documentation registry (RECORD)

Depoimentos

Closed Loop Stimulation da BIOTRONIK vs. acelerômetro

Exclusiva dos marcapassos BIOTRONIK, a tecnologia do sensor de Closed Loop Stimulation (CLS) oferece a maior regulação de frequência fisiológica do mercado

 


Dr. Prasad's interview: CLS vs accelerometers

Dr Prasad shares her experiences and opinion regarding the BIOTRONIK CLS sensor compared with the accelerometer.

 


Entrevista com Mark Dayer: CLS vs. acelerômetros

Com base em sua experiência, o Dr. Dayer deu sua opinião a respeito do sensor CLS da BIOTRONIK em comparação com o acelerômetro.

 


Síncope vasovagal

Janine, uma professora de 36 anos, foi diagnosticada com síncope vasovagal. Graças ao dispositivo da BIOTRONIK com CLS, ela conseguiu retomar a vida normal e voltou a fazer aquilo que mais aprecia: lecionar.