Síncope

Imagem
Patient fainting
grey
top_left
Off

Condições Saudáveis

O que é síncope?

A síncope é o termo médico usado para desmaios. É uma perda temporária de consciência caracterizada por um início rápido, curta duração e recuperação espontânea. Geralmente, uma súbita falta de fornecimento de sangue para o cérebro leva a desmaios. Uma síncope pode ocorrer de repente, sem quaisquer sintomas de alerta ou pode ser precedida por sudorese, náuseas, visão turva, pele pálida e tonturas.


O que causa síncope?

Existe uma ampla variedade de causas de síncope. Um desmaio pode ser causado por estresse emocional, dor, alterações súbitas na posição do corpo, medicação, superaquecimento, desidratação, esgotamento, a pressão no seio da carótida no pescoço, ou mesmo tosse grave. Ele também pode ser o resultado de doenças cardíaca, pulmonar, neurológica, psiquiátrica e/ou metabólica.As causas mais graves de síncope estão relacionadas ao coração, porque elas podem levar a eventos agudos com risco de morte. Estes incluem arritmias cardíacas, válvulas cardíacas deficientes ou músculo cardíaco, bem como a doença cardíaca isquêmica.


Como a síncope é diagnosticada e tratada?

Como existem muitas causas possíveis para desmaio e estas causas podem ser transitórias, um médico nem sempre será capaz de identificar a causa de uma única síncope. Se você sentiu apenas síncope acompanhada por qualquer um dos sinais de alerta acima mencionados e se recuperou em seguida, ela foi provavelmente inofensiva. Na verdade, muitas pessoas sentem um ou mais episódios de síncope em suas vidas. No entanto, sem um exame médico, você não pode dizer se o seu desmaio era inofensivo ou um sintoma de um problema de saúde grave. Por segurança, um médico deve lhe examinar depois que você sentiu a síncope.

De modo a detectar a causa da síncope, um médico lhe faz perguntas específicas sobre os eventos que precederam a síncope e sua história médica. Depois de um exame físico, ele realiza um eletrocardiograma (ECG) em repouso e possivelmente em situação de estresse para medir a frequência cardíaca. Um teste de inclinação permite que os médicos monitorem o ECG e a pressão arterial de um paciente, enquanto mudam da posição deitada para a posição vertical. Às vezes, esses testes nem determinam a causa de seu desmaio nem serão capazes de excluir arritmias cardíacas subjacentes. Nesses casos, são necessários testes adicionais.

Como podem ocorrer arritmias cardíacas temporariamente, pode ser recomendada a realização de um ECG de longa duração (holter). Um monitoramento por holter é uma gravação constante de 24 horas de ECG. Ele é feito com um dispositivo portátil que pode ser utilizado durante as atividades diárias. Um gravador de eventos implantável é anexado a um cinto do paciente e o ECG durante vários dias. Os dados podem ser automaticamente transmitidos para o médico ou o paciente pode iniciar a transferência de dados. O implante de um monitor cardíaco inserível subcutâneo ou um monitor cardíaco como BioMonitor 2 BIOTRONIK é muito útil para observar o ECG por um longo período de tempo (até 4 anos, se necessário) e para detectar arritmias. Este dispositivo pode exibir as causas dos episódios de síncope, anteriormente inexplicáveis.

O exame eletrofisiológico do coração permite que o médico, com a ajuda de cateteres especiais de eletrodos, analise a arritmia cardíaca previamente incerta em mais detalhes e determine sua origem. Se a arritmia cardíaca não acontece por si só, o médico estimula o coração com impulsos elétricos através de um cateter, de modo a determinar o seu tipo e origem. Este procedimento invasivo é realizado num laboratório EP e monitorado por raios-X.
Além disso, outras causas potenciais devem ser consideradas, por exemplo, convulsão, acidente vascular cerebral, choque, baixa de oxigênio no sangue, baixa de açúcar no sangue, envenenamento e alguns transtornos psiquiátricos.

O tratamento para síncope depende da causa. Para saber mais sobre o tratamento de disfunções do ritmo cardíaco, clique aqui ...